Os sinais são claros e motivo de preocupação maior não é propriamente a queda do governo, o número de pacotes ou a divída externa.

Motivo de preocupação é constatar que "os poderosos" se estão nas tintas para o Zé povinho!

Democracia, baseia-se na ideia simplista de liberdade e de que o povo é senhor do seu destino.

A liberdade é efectivamente o motor da história, da economia, da politica, da ciência e da sociedade. Só que nenhuma liberdade é absoluta. A responsabilidade é o outro lado da moeda que tem por face a liberdade, sendo  responsabilidade o juízo das consequências.

Ser livre e poder escolher democráticamente , não está no simples facto de escolher , implica saber escolher bem.

 O que se observa nesta Democracia em que vivemos actualmente, é que o Poder deixou de emanar do povo, passando a ser originariamente dos Poderes, principalmente do Executivo. A população passa a ser mera massa de manobra, simples peões que votam (e geralmente não sabem votar) e cumprem cegamente as normas impostas pelos que deveriam cuidar de seus interesses.

E de quem é a culpa? De um fado que implica uma "manhã de nevoeiro" ?

Que raio de apatia é esta do deixa andar, do vamos ver, do vira o disco e toca o mesmo!

Que raio de liberdade é esta que nos obriga agora a escolher entre o mau e o mau...

Não sou adepta do pessimismo mas estou preocupada!

E estou preocupada porque ontem, mais uma vez todos assistimos ao bláblá  da culpa, da irresponsabilidade, ao sacudir da água do capote, á hipocrisia, á arrogância, aos discursos vazios e soluções nikles!

Bolas, assim não pode ser!

 

publicado por Subjectividades às 11:10