É PARA SI

27.09.07

A essência dos afectos traduz-se nos abraços.

Há tanto poder num abraço....

Eles, são a linguagem das emoções, são para dar e receber. Podem ser tantas  coisas. Quentes, apertados impessoais, colectivos, um par de corpos fundidos.

Quem não gosta daquele abraço de entrelaço, de aconchego de carinho?

Um simples abraço pode transmitir uma infinidade de sentimentos.

Amizade, saudade, paz, solidariedade, amor, protecção, compaixão, afinidade, intimidade, ternura...

Um abraço dá as boas vindas, torna as despedidas mais fáceis, ajuda a celebrar as alegrias e a dividir as tristezas, preenche o espaço e eterniza o tempo.

Aquece o coração, provoca o riso, faz correr lágrimas e fechar os olhos, obriga a sentir, ameniza as dores e a falta de amores.

Um abraço é afecto e como afecto nunca é de mais, ofereço-lhe o meu.

Não é de urso, não é abraço-terapia nem é impessoal.

É um abraço VIRTUAL

Real ou não, acredite é de coração.

publicado por Subjectividades às 01:40

Era uma vez...

23.09.07

 Vamos contar a história ao contrário.

 

Era uma vez uma bela mulher...

Caminhava pela vida segura, confiante, por onde passava espalhava beleza, deixava um rasto de energia.

Vivia um dia atrás do outro mas com força, com intensidade, era uma mulher de verdade.

Todos os dias agradecia pelo que tinha e dava, dava tudo de si, a sua amizade, a sua compaixão, o seu ombro, a sua mão.

Não fazia juízos de valor o seu lema era o amor.

Pelas pessoas pelos animais, pela natureza, apreciava a beleza, olhava as coisas e sentia magia.

Ajudava na dor, incentivava no amor, acreditava no perdão e nunca dizia não.

Era positiva, autoconfiante, era mãe, amiga e amante.

Tinha a força de um tufão, a alegria de uma manhã de verão, era serena como o luar, ela sabia amar...

Ela pode ser você... se contarmos a história ao contrário.

O seu caminho está na sua mão.

Só precisa de acreditar.

Você pode ser o que quiser

Você é MULHER.

 

publicado por Subjectividades às 23:45

RELAÇÕES E RALAÇÕES....

21.09.07

Ter relações está na moda.

Toda a gente tem e acaba relações e na maior parte das vezes o que sobra mesmo são ralações.

Todas as mulheres sonham com o " tal " só que nos nossos dias, aquela história do felizes para sempre mudou para " nem contigo nem sem ti ".

Andamos uma eternidade na escola, tiramos cursos para tudo mas em relação aos afectos sabemos sempre de menos ou nem sequer sabemos o que sabemos. Vai dai, investimos em relações e claro ralações....

Entramos numa relação com a firme certeza que encontramos a nossa alma gémea, damos tudo por tudo, ele faz-nos crer que somos a mulher da vida dele, a única até descobrir-mos que o dito cujo, tem sete vidas como os gatos e uma mulher única para cada uma delas.

Na próxima relação, já estamos mais precavidas e não vamos tão facilmente em conversas.

A relação até corre lindamente, já existem planos para o futuro, ai ele descobre que você não tem pais ricos nem lhe saiu a lotaria. Mais uma ralação, você jura que não cai noutra até que lhe aparece um homem lindo de morrer. Todo fashion, elegante, delicado, você pensa que é uma sortuda até perceber que ele faz mais mascaras faciais numa semana que você num ano e consegue ter sempre a depilação mais em dia.

Você diz Não! a próxima relação tem de ser com um homem com H grande, é então que lhe aparece aquele brutamontes, cheio de músculos, bronzeado, t-shirt de alças que é sexy mesmo a beber Coca-Cola .

Você mais uma vez investe na relação, começa a partilhar dos mesmos interesses, sente-se cheia de adrenalina até que descobre que ele fugiu com a sua professora de meditação.

Mais uma ralação!

Você fecha-se, sofre, jura que homens nunca mais, são todos iguais e que mais nenhum a faz de parva.

As suas relações a partir dai serão só de amizade. Começa a sair com os seus amigos, com os amigos dos seus amigos e ai lá vem de novo o clik , aquele amigo do seu amigo parece um tipo porreiro, um homenzão , educado, sensível, nada mulherengo e você mais uma vez investe. Passa a arranjar-se, vai ao ginásio porque ele malha lá, começa a ouvir música clássica porque é o que ele ouve, torna-se vegetariana para poder almoçar com ele e passa a ler biografias para ter tema de conversa, esmera-se porque no amor vale tudo e depois de tanto esforço você descobre que ele é gay.

Claro ai você fica de rastos, sente-se uma autêntica Bridget Jones . Passa a viver com o cão ou o gato, os seus passeios são só até ao frigorifico, passa os serões a ver televisão e a entupir-se de chocolates.

Pare!   deixe-se de relações e ralações, você está a fazer tudo mal!

Você quer amor não uma muleta para atravessar a vida.

Você tem o direito de ser Feliz mas o seu primeiro dever é para consigo mesmo.

Ama-se por inteiro, cuide-se para agradar a si mesma, valorize-se, aprenda primeiro a gostar de si, a respeitar-se a aceitar-se e vai ver como o amor vai chegar.

Aquele tal amor que tem movimento cor e cheiro que o tornam único.

Espere e não se rale.

É mais fácil esperar que desistir, mais fácil desejar que esquecer,  mais fácil sonhar do que perder e para quem vive a sonhar é muito mais fácil viver.

Ame-se, mime-se e não se rale......

publicado por Subjectividades às 09:38

Ser Mulher

18.09.07

Eu sou pássaro, flor energia

Sou cor, sol, imensidão

Sou mar, lago, baia

Sou sangue sou paixão

 

 

Sou alegria, riso magia

Sou carne e coração

Sou dor e agonia

Arrependimento e perdão

 

 

Sou música sou instrumento

A minha voz é do vento

Sou musa encantada

Sou mulher enamorada

 

 

Sou orgulhosa, sou teimosa

Sou meiga e amorosa

Sou mulher, sou livre

Sou um corpo que vive

 

Nas profundezas

Nas redondezas

Em qualquer lugar

Onde se saiba amar

 

Vivo no teu coração

No teu pensamento

Vivo na ilusão

Na eternidade e no momento

 

Sou doce e amarga

Sou forte e fraca

Sou tudo e nada

Sou mulher.....

publicado por Subjectividades às 01:35

EU SEI!

15.09.07

Acredite Você é Linda!

Não importa que ache que não, eu sei...

Você é linda!

Sei das suas desilusões, das suas culpas, das suas angústias, do quanto tem sido difícil, do quanto ainda é difícil mas acredite, vai passar.

É doloroso sentir que ninguém a entende, que ninguém se importa verdadeiramente consigo, que ninguém gosta de si de verdade, que todos a magoam, todos lhe pedem algo mas ninguém retribui nada.

Tudo lhe parece falso, pouco profundo, sente-se cada vez mais só mas, acredite eu sei que Você é Linda!

Sei como lhe custa explicar, pedir ajuda, sei como às vezes pensa que nada vale a pena, sei das suas tristezas, das suas dúvidas e inquietações e, sei que Você é linda!

Tem dentro de si uma enorme capacidade de amar, de se entregar, de dar...faça-o não se retraia, não se esconda, não tenha medo de sair magoada, você é forte, Você é Linda!

Não tem de ignorar as suas dores, chore se tem vontade, quando o choro chega trás o alívio. Viver a dor e o sofrimento aproxima-a de si mesmo, vai ajudá-la  a dar novos passos, caminhe pois porque Você é Linda!

Eu sei que não é fácil mas esse caminho é seu, encete-o vai ver que não demora a sentir-se acompanhada. Caminhe e acredite em si, você consegue porque Você é Linda!

 

Não me pergunte como sei

Mas eu sei

Você é Linda! 

publicado por Subjectividades às 01:30

pssst....

13.09.07

 

Vamos cantar?

Eu sei, eu sei

Você está cansada, esgotada

Mas vá lá não custa nada...

 

Pode cantar, trautear, assobiar

desafinar...

Vai vêr que lhe faz bem

Cante com o que tem

 

Cante com alegria

Cante com mestria

Cante assim ou assado

Vai passar um bom bocado

Deixe fluir a melodia

Não importa se não sabe a letra

Vai alegrar o seu dia

O resto é treta...

Vai desaparecer o cansaço

A tensão

Vai ficar mais leve

Se cantar com o coração

Cante, trautei, assobie

Com ritmo com paixão

Alto ou baixo mas com gana

Vem aí o fim de semana!

Tá a ver como é bom

Eu estou a gostar

de a ouvir cantar.....

publicado por Subjectividades às 10:49

O OUTRO LADO DO AMOR

11.09.07

 

AMOR, palavra linda, doce, harmoniosa....

Amor evoca coisas boas, alegria, paixão, emoção felicidade...

Só que felicidade e infelicidade, amor e dor não são dois valores opostos na escala das emoções humanas. Se assim fosse não existiria nem tristeza serena, nem alegria maldosa.

Amor e dor são dois processos paralelos, duas correntes que conseguimos sentir e utilizar.

Por vezes são as pessoas que mais amamos que mais dor nos causam e aí surge o desamparo, que fica, dói e mói.

Escava em nós um vazio que provoca a busca errante e desesperada de quem nos dê a mão.

Todos nós nos achamos no direito ao amor sem mácula e quando isso não sucede, não quer dizer que não tenha sido amor, foi tão só o outro lado do amor.

Temos também tendência a gostar de quem não gosta de nós, pessoas que não querem, não podem ou não sabem envolver-se connosco. Não vemos e nem ligamos ás outras que estão disponíveis. Não é fácil aceitar que alguém que se quer, não nos veja como desejáveis, que nos ache desinteressantes. Precisamos de perceber o incompreensível, de encontrar razões, sofremos mas sobrevivemos.

Poucas vezes aprendemos o suficiente, muitas vezes aprendemos tão pouco que repetimos a experiência mas tudo isto não deixa de ser amor, é tão só o outro lado do amor.

O amor sem dor , sem condições é um amor mítico, é um conceito.

O amor incondicional é só uma figura de estilo e a incondicionalidade é só uma ideia, não um tipo de relação e, como todos nós sabemos, uma relação é a dois.

A verdade não ajuda a sofrer menos ou a amar mais. Não se preocupe em entender, viver e amar ultrapassa qualquer entendimento. Viva só com a certeza que existe sempre o outro lado.

publicado por Subjectividades às 20:00

A DANÇA DA LUA

07.09.07

A noite está estrelada

O ar como veludo

Eu sou a lua...

E estou nua...

 

Despida de preconceitos

Vazia de opiniões

Sem regras ou convenções

livre, solta, feliz...

 

Eu sou luar

E quero dançar

deslizar no infinito

Fazer bonito!

 

Dançar com os anjos

Com querubins

Dançar com estrelas

e constelações

 

Dançar todas as melodias

E depois pedir ao luar

Para te chamar

Porque eu quero dançar...

 

Aí então acordei

Percebi que sonhei

Que era a lua...

Que estava nua...

 

Mas amanhã

Quem sabe

Nós vamos dançar

Vamos ser luar...

publicado por Subjectividades às 13:00

VAMOS DANÇAR

07.09.07

É mesmo o que você ouviu!

Vá lá toca a acordar

Vamos lá levantar

Toca a espreguiçar

E a pôr os pés no chão

Não, não precisa de roupão

Só precisa se soltar

e começar a dançar...

Ponha um sorriso no rosto

E a música a tocar

Pode ser no rádio ou no coração

Tem é de ouvir com atenção

Pode saltitar, rodopiar, assobiar

Só precisa é dançar...

Pode ser no duche no quarto ou na sala

Sozinha ou acompanhada

 

 Dance, dance e sorria

Vem aí um novo dia

E já agora

Bom Dia!

 

publicado por Subjectividades às 12:03

Risos Sorrisos e afins

05.09.07

Acredite isto não é um anúncio

a uma qualquer pasta dentrifica!

Sério o riso tem poder, faz bem ao coração.

Não, também não é um anúncio à Becel

 

Estou a falar de riso, sorriso, gargalhada!

Aquele tipo de coisa que não custa nada

É espontâneo e não paga imposto

É só um sorriso no rosto

 

Ria pela sua saúde

Dê uma valente gargalhada

Vai ficar admirada...

É bom, é lindo, é gostoso

Muito pouco trabalhoso

Dá leveza boa disposição

Não precisa valer um milhão

 

Basta um sorriso pequenino

Meigo, malandro, feliz

É fácil olhe que sim

Vá lá sorria pra mim!

publicado por Subjectividades às 09:38

mais sobre mim

pesquisar

 

Setembro 2007

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
16
17
19
20
22
24
25
26
28
29
30

comentários recentes

  • Faz 1 mês que o meu Querido E Adorado Pestinha poi...
  • Obrigada pelo comentário :)Temos de ser nós a muda...
  • que posso dizer depois esta festa a desfilar no Sa...
  • Ainda bem k eu tenho uma amiga de verdade!!!!!te a...
  • Obrigada :')Adorei este post! Deixa-me a reflectir...
  • Acho que a música ainda tem muitos segredos por de...
  • Olá Paulo!Não quis de modo nenhum misturar música ...
  • Olá!É um ponto de vista a explorar esse de que alg...
  • Isabel, se considerar que a música é vibração tal ...
  • O assunto e conceito de amizade é muito extenso e ...

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

eXTReMe Tracker

mais comentados