Lágrima II

24.01.08

Chego de mansinho

e inundo...

Não transbordo

mas brilho.

 

Sou calada

doce...

envergonhada.

 

Afloro uns olhos castanhos

que olham sem ver

perdidos entre lembranças.

 

Chego de mansinho

e inundo... de verdade

Sou uma lágrima

O meu nome é saudade.

publicado por Subjectividades às 15:30

Meravigliosa Creatura....

22.01.08

Ao ouvir esta música, não é a letra ou a sonoridade que despertam a minha atenção. Estas duas palavras levam o meu pensamento ao encontro de pessoas maravilhosas mesmo!

É um facto que nos tempos que correm, as pessoas são muito centradas no material, muito individualistas, muito competitivas.

Amizades e até mesmo amores têm como pano de fundo não a pureza dos sentimentos mas os interesses!.

Cada vez há mais distinção de classes, cada vez mais as pessoas valem pelo dinheiro que têm e muito pouco pelo que realmente são.

Mas isto claro é generalizar porque, no meio de nós felizmente ainda há criaturas maravilhosas...

São aquelas pessoas que não fazendo parte da nossa família ou mesmo do nosso grupo de amigos mais próximos nos dão sem contrapartidas, a sua amizade, o seu tempo, o seu apoio e carinho.

Pessoas que por vezes estão muitos degraus acima tanto cultural como socialmente, pessoas a quem nós não acrescentamos nada mas que possuem uma simplicidade e uma espiritualidade digna de admiração.

São de facto criaturas maravilhosas....pessoas diferentes num mundo onde todos parecemos iguais.

Eu tenho a felicidade, o previlégio de ter uma criatura dessas na minha vida e não há dia nenhum que eu não agradeça a Deus por isso.

publicado por Subjectividades às 13:07

Reflexões

18.01.08

Há um lado meu

que por vezes se evade

nas profundezas da

solidão.

Um lado que se enrola

em posição fetal, se abraça

e teme, sente-se assustado

desce até aos limites da dor e sofre...

e duvida...e não crê.

Há também um outro lado

 que não tem certezas.

É doce, meigo, dá-se entrega-se

tem fé, fome de saber e de viver

forte, destemido arrisca sem medo.

É um lado que agradece todos os dias

o que recebe...

A dádiva da vida,

a força para caminhar,

os amigos,

e a capacidade para amar.

Um e outro coabitam em mim.

Um faz-me feliz

o outro nem tanto.

Os dois são eu

Um eu imperfeito

Um eu em construção...

Simplesmente EU

 

 

 

publicado por Subjectividades às 12:38

Existe...

15.01.08

Existe um lugar

para lá da alegria e da dor

Existe um lugar

para lá das lágrimas e do riso

Existe um lugar

para lá dos opostos:

riqueza

pobreza

sabedoria

loucura

bem

mal.

É um caminho

Um caminho

para diante

ainda mais infinito e brilhante

do que as estrelas...

Lá para onde a minha alma foge...

Lá onde mora o sonho!

publicado por Subjectividades às 09:26

Hoje

14.01.08

Estou na Lua

Não me chateies

Que eu agora

Estou na Lua...

Não, não é a música dos Lunáticos, isto é o que o meu coração anda a dizer à minha cabeça.

A vida é assim mesmo, feita de sonho e de realidade.

É bom sonhar...a dormir, acordada...flutuar, leve , cor de rosa, suave feliz mas há sempre aquele momento em que é preciso acordar para o real, para as preocupações, para as responsabilidades, para as dúvidas, incertezas, para o certo o errado, o possível, o impossível enfim, deixar de voar e por os pés no chão.

Encarar a vida de frente e caminhar aceitando o que a vida nos dá sem perder de vista o sonho.

Viver sem sonhar, não é viver e viver só de sonhos é impraticável!

Terá pois de haver um meio termo, um  equilíbrio.

Esse é-nos dado pela esperança!

Enquanto acreditarmos, enquanto não deixarmos morrer a esperança e o sonho, será sempre possível transitarmos de um mundo para o outro o que não quer dizer que seja fácil!

Portanto, por agora vou continuar a trautear " Estou na Lua.....

 

 

publicado por Subjectividades às 09:42

Lágrima

09.01.08

Broto

Redonda

Grossa

Salgada!

 

Não sou intensa

antes

Comedida

Silenciosa...

 

Sou quente

Ardente

Solitária

 

Sou incolor

Expresso dor

Sou

Uma lágrima triste      

publicado por Subjectividades às 12:10

Gosto de Ti

07.01.08

Gosto de ti

Com a candura das crianças

Gosto de ti nas minhas lembranças

 

Gosto de ti

Com os arroubos da juventude

Com a magia da adolescência

Gosto de ti na minha essência

 

Gosto de ti

Com um sentimento maduro

Que me aquece no escuro

Que brilha no presente

Que me faz sentir gente

 

Gosto de ti

Mas tanto que eu própria me espanto

Gosto de ti porque gosto

E, por agora esse é um segredo só nosso.

Gosto das tuas palavras

do teu jeito de ser

Gosto de ti

E gosto de mim!

 

Gosto...

E é tão bom gostar

É estar, ser

Viva e viver...

publicado por Subjectividades às 12:55

Irmãs de coração

04.01.08

Todos nós, tirando os filhos únicos temos irmão de sangue mas, alguns de nós têm também irmãos de coração.

Eu tenho e é com muito orgulho que vou falar hoje da minha amiga GECA .

Somos amigas dos tempos de escola, em miúdas dividimos sonhos, já adultas compartilhamos alegrias e tristezas.

A vida afastou-nos mas não nos separou!

Estivemos uns anos sem nos vermos mas finalmente aconteceu.

Continuas linda amiga! o mesmo rosto de anjo num corpo de mulher, hoje esposa e mãe. A mesma doçura e meiguice de quem faz jus ao nome que tem Angélica.

Sei que não foi fácil, abdicares de tudo por amor e pores milhares de km, entre tudo o que te era familiar. Sei das saudades que continuas a ter deste cantinho à beira mar plantado.

É não será fácil mas, tens a tua família linda, amigos e a força que eu conheço. És uma mulher de coragem com provas dadas portanto não quero ouvir falar mais em Angélicas Tristonetas .

As tristezas não pagam dívidas nem encurtam distancias por isso linda, eu só quero saber de sorrisos nesse rostinho angelical.

Sorrisos e pensamentos positivos.

Estás no meu coração amiga hoje e sempre, sabes que podes sempre contar comigo mas eu tinha de dizer-te porque nunca é demais, do orgulho imenso que sinto por ter uma pérola como tu no meu tesouro pessoal.

Obrigada amiga pela tua amizade que também já aqueceu o meu coração em momentos menos bons.

Força e um grande beijo para ti.

publicado por Subjectividades às 22:00

Ano Novo Vida Nova

04.01.08

Uma vez que entrou no Ano Novo a cometer excessos que tal fazer uma desintoxicação?

Bom não é!

Você vai então despir-se, enrolar-se numa toalha meiguinha e fazer uma sauna.

Vai ficar lá, até se livrar de todos os pensamentos negativos, de todas as chatices, de todas as dores azares e de tudo aquilo que não serve para nada.

Quando estiver completamente limpa, sai e bebe uns litrinhos de felicidade pura, á temperatura normal, nada de coisas geladas que está muito frio.

Agora, que tem os poros bem abertos é altura de uma boa massagem.

Á sua escolha tem óleo de coco/beijos, aloévera/abraços, lavanda/carícias e menta/ ternuras várias.

Deixe impregnar bem na pele até sentir o corpo bem relaxado. Pode até usá-los todos, não vale é adormecer.

Pronto, agora é só vestir-se.

Lingérie de pó de estrelas, camisola azul céu, calças de chocolate e sapatos de rebuçado.

Agora sim, está pronta para um novo ano, numa sucessão de dias de encantar...

publicado por Subjectividades às 08:50

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
16
17
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

  • Faz 1 mês que o meu Querido E Adorado Pestinha poi...
  • Obrigada pelo comentário :)Temos de ser nós a muda...
  • que posso dizer depois esta festa a desfilar no Sa...
  • Ainda bem k eu tenho uma amiga de verdade!!!!!te a...
  • Obrigada :')Adorei este post! Deixa-me a reflectir...
  • Acho que a música ainda tem muitos segredos por de...
  • Olá Paulo!Não quis de modo nenhum misturar música ...
  • Olá!É um ponto de vista a explorar esse de que alg...
  • Isabel, se considerar que a música é vibração tal ...
  • O assunto e conceito de amizade é muito extenso e ...

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

eXTReMe Tracker

mais comentados