Hey people

26.09.08

     

Mulher doce, charmosa e encantadora / verdadeira mulher de armas.

 

Recebi estes epítetos da minha amiga Bichana-quimeras_mil.blogs.sapo.pt/

e agora digam-me que se faz com uma amiga assim???

Não há nada que pague né, e como é falta de educação oferecer o que nos é dado estes vão comigo e mais, para a minha casa nova!

És a amiga que toda a gente pede a Deus.

Embora não me esteja a ver vestida de cor de rosa ou de meias até ao joelho, Obrigada minha querida de coração!

publicado por Subjectividades às 14:04

Ser, estar,mudar, amar...

26.09.08

Muda o endereço,

A caixa postal,

Muda o  trajecto

Tudo e nada afinal!

 

Nada muda do que vivi,

Nem muda o meu amor por ti.

Só mudou afinal,

Tudo o que estava mal.

 

Também não muda a saudade,

Muda o endereço, a caixa postal

Mas escrito no papel,

Vem o mesmo nome Isabel.

 

Sei de cor cada traço do teu rosto

do teu olhar....

Sei de cada capricho teu

E o que não dizes

ou preferes calar....

música: Sei-te de cor - Paulo Gonzo
publicado por Subjectividades às 10:36

Um passo em frente...

24.09.08

Sabem, aquela sensação de bem estar que se sente quando se realiza um sonho?

Aquele respirar fundo, aquela alegria que transparece e transborda, conhecem!?!

Claro que conhecem, e é  exactamente assim que eu me sinto!

Foi mais um passo em frente, mais um obstáculo ultrapassado mais uma meta atingida.

O sonho era meu, o esforço foi meu mas o resultado final deveu-se a todos aqueles que me apoiaram, que me acarinharam, que me fizeram acreditar em mim, que me honraram com a sua amizade e incentivo.

Não posso contudo deixar de agradecer também a todas as pessoas estúpidas, hipócritas, falsas, mal formadas, invejosas, dissimuladas, e a todos aqueles que acham que dinheiro e posição social lhes confere automaticamente o estatuto de pessoas de bem. A todos estes que cruzaram o meu caminho, tenho a dizer que foi o seu mau exemplo de vida que me deu ainda mais força  para lutar e para hoje ter orgulho naquilo que consegui e sobretudo naquilo que sou.

Esta é uma vitória para partilhar só com quem me quer bem!

E pessoal...., estou cansada mas feliz!

 

publicado por Subjectividades às 12:18

Aniversários

19.09.08

Sempre gostei de festas de aniversário.Talvez por não as ter tido quando era miúda sempre fiz questão de festejar os aniversários dos meus filhos. Era um acontecimento que se calhar me dava mais prazer a mim do que a eles!

Organizar ao pormenor, fazer aqueles miminhos todos, escolher os presentes, encher a casa de crianças e depois ver o prazer, o encanto, a felicidade naqueles rostinhos...Acho que consegui passar-lhes esse espírito festivo. Agora que já não são crianças, são eles que organizam que planeiam uns para os outros mas eu revejo-me no pormenor, no cuidado, na alegria.

Dois dos meus filhos fizeram agora anos.

Olho para eles e recordo tantos outros aniversários passados...

A mais velha, sempre exuberante, comunicativa de riso e gargalhada fácil mas com uma personalidade fortíssima. A do meio, doce tímida, reservada e extremamente frágil que tenta a todo o custo esconder essa mesma fragilidade com a resposta sempre pronta e um sarcasmo apurado. O mais novo, fechado, explosivo um miúdo que cativa toda a gente, com ideias muito próprias mas que ainda vê tudo a preto e branco.

Personalidades, feitios e até feições tão diferentes mas tão únidos, tão protectores uns com os outros!

Pergunto-me muitas vezes porque resolveram eles nascer de mim? Que lições, que ensinamentos que missões nos foram destinadas?

Não sei, mas não tenho medo!

Olho para eles os três, são olhos de Mãe eu sei, mas digo com toda a verdade,

Enchem-me de orgulho!

publicado por Subjectividades às 09:43

Instantes....

17.09.08

basta um instante....

de repente a atenção foca-se

O coração palpita

e, o sorriso forma-se!

 

É tão bom, tão belo,

sentir o sorriso chegar

E basta um instante, um só

para ele se instalar.

 

Chega repleto de sensações

alívio pela espera

alegria pela presença

e cor, será que tem cor?

 

Será um sorriso de amor

ou o amor que lhe dá cor?

Não importa,

o coração sentiu

e o sorriso emergiu!

 

Foi um instante

um só...

de felicidade!

 

 

publicado por Subjectividades às 12:49

Mimos & amizade

12.09.08

Bom dia pessoal!

Ontem disse-vos que não gosto de dias de chuva, mas outra coisa que também não gosto, é de não ter tempo para vos responder e comentar. Estou mesmo sem tempo nenhum e daí resolvi compensar quem se dá ao trabalho de me ler, de me mimar enfim de me aturar....

Ontem reparei também que andava por aí tudo vestido com uma t-shirt espectacular que também me foi oferecida, por isso vamos começar pela

R.Cheiros matural.blogs.sapo.pt/

E porque,  fui procurar um prémio  e resolvi dar-te

Um Globo de ouro.

E como hoje se comemora o dia da amizade, resolvi oferecer   mimos  porque, vocês merecem!

vai para:

Pingo de Mel

Jangada de canela

Just moments

Jmack

Complicadinha

Cuidando de mim

Lágrima tua

Infinito mais além

Este vai para:

Bichana

 Emanuela

Tibéu

Blue Eyes

Lalunia

Jianna

Flautista

Lipa

Sandrita

Este vai para:

Pérola

Sonhador em fulltime

Ana maria

Immca

estrela do Sul

Inês

Mariana

Tixa

Infiel

Azuldocéu

Estrelinha

Sopa de Poemas

E este aqui vai:

Coisasdecoração

Cris

Finalmente feliz

menina de sonhos

cafécomNatas

Semnadaadizer

Aspalavrasdaminhavida

SigaCafé

Caty

Bem e agora resta-me desejar-vos a todos um Bom Fim de Semana e,

 

publicado por Subjectividades às 10:51

Conversas em familia

05.09.08

Mãe! Oh mãe,que aconteceu? Estás bem??

-Como assim, estou bem? não aconteceu nada!

Não aconteceu nada?? Então quem te bateu no carro?

- Ah! isso....

- Não foi nada foi só uma mancha de óleo.

Não foi nada?? Tens cada uma! mas conta lá como é que foi?

- Ora, já disse que não teve importância, foi só o susto!

- Então hoje não há beijo para ninguém?!?

Tá, tudo bem mas conta-nos lá como foi, não te magoaste??

- Não, isso foi logo de manhã, naquela curva....

Pois, eu sabia diz a mais nova já saíste atrasada!

Tens a mania que és a Michelle Mouton diz o rapaz

- Não foi nada disso, foi óleo e eu até ia devagar....

           Pois e eu sou de Marte, diz a mais velha.

Já viste que te podias ter matado??

Mas de certeza que não te magoaste? A sério Mãe?

E nem sequer nos ligaste a contar!!

- Bolas que dramatismo!! eu só bati no rail e não aconteceu mais nada.

Só!!! e ainda dizes isso assim?!?

Oh! Mãe, tu não existes!! Ás vezes pareces uma criancinha!

Devias ter-nos telefonado, mas não....e foste trabalhar todo o dia!

Claro diz o mais novo, não sabes como ela é teimosa!

- Mau, vamos lá acabar com este drama todo e vamos mas é jantar!

Tá bem Mãe, mas no fim de jantar vais pra cama!!

faço-te um chá e vais descansar ouviste??

- Nem penses! Tenho muito que fazer,e logo chá....

Na,na,na, vais pra caminha sim senhor, e nada de discussões ouviste??

Ai vais mesmo Mãe, dizem os irmãos!!

 

Agora digam-me convosco também é assim? São eles que mandam??

No meu tempo não era nada disto!!

 

 

Um Bom fim de semana para todos e cuidado com a chuva!

-

publicado por Subjectividades às 11:13

Leituras

04.09.08

Eu gosto de ler. Adoro livros como vocês já sabem e como leio bastante, ás vezes as pessoas pedem-me opinião acerca deste ou daquele livro ou autor. Um dia destes á conversa com uma colega sobre três livros que lhe tinham oferecido ela pergunta-me qual deles era o mais levezinho! Não queria ler sobre dramas, nem desgraças porque ler para ela é sobretudo, um tempo para esquecer a realidade do que a rodeia.

Não contesto nem deixo de contestar porque também concordo que a leitura deverá ser acima de tudo um prazer!

Eu, pelo contrário leio de tudo e gosto bastante de livros que incitam à reflexão a partir de questionamentos que ficam em aberto.

Um dos que ela me emprestou é um livro de Catarina Resende «Amo-te de Morte» que eu sem pretensões de nada porque não sou especialista nem crítica nem nada que se pareça, recomendo vivamente.

É um livro interessantíssimo, que se lê muito bem, com uma escrita clara, acessível mas cujo universo abrange múltiplos conceitos desde os afectos ao preconceito.

«No universo de um Estabelecimento Prisional, seis detidos integram um grupo de reinserção social orientado por uma jovem psicóloga. Em comum o facto de terem cometido homicídio por amor e não apresentarem qualquer tipo de arrependimento.»

A questão que nos levanta é a seguinte: Um Homicida é necessariamente um criminoso?

Eu gostei, e gosto também de aos poucos ir descobrindo autores portugueses que não estando nos tops de vendas têm acima de tudo algo a dizer!

Este é um daqueles livros que davam também uma boa conversa de café entre amigos, um daqueles livros que efectivamente nos obrigam a reflectir e que dá azo a uma multiplicidade de abordagens. Se algum de vocês tiver tempo ou vontade de o ler, gostaria imenso de saber a vossa opinião.

Deixo pois os meus parabéns á autora que assume que gosta sobretudo de pessoas, mas também á Editora a Exodus por apostar na linguagem dos afectos.

publicado por Subjectividades às 10:35

mais sobre mim

pesquisar

 

Setembro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
18
20
21
22
23
25
27
28
29
30

comentários recentes

  • Faz 1 mês que o meu Querido E Adorado Pestinha poi...
  • Obrigada pelo comentário :)Temos de ser nós a muda...
  • que posso dizer depois esta festa a desfilar no Sa...
  • Ainda bem k eu tenho uma amiga de verdade!!!!!te a...
  • Obrigada :')Adorei este post! Deixa-me a reflectir...
  • Acho que a música ainda tem muitos segredos por de...
  • Olá Paulo!Não quis de modo nenhum misturar música ...
  • Olá!É um ponto de vista a explorar esse de que alg...
  • Isabel, se considerar que a música é vibração tal ...
  • O assunto e conceito de amizade é muito extenso e ...

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

eXTReMe Tracker

mais comentados