Tesouros

18.10.07

Eu tenho uma caixinha em forma de coração onde guardo os meus tesouros.

Não está muito cheia, tem sempre espaço para mais mas tudo o que lá está guardado é especial.

Cada um dos meus tesouros tem um brilho próprio, uma característica especial e hoje vou falar de uma pérola chamada Carla.

Engraçado as pérolas costumam ser frias, discretas mas esta não, é exuberante extravagante não passa despercebida em lado nenhum, tem uma alegria contagiante e de vez em quando um cabelo berrante.

Mas o coração... esse é enorme, do mais puro que há, dorido sofrido mas vivo, sempre pronto a dar, a ajudar, a confortar.

Não foi criada em água doce e talvez por isso tem em si a força do mar encapelado, a teimosia das ondas mas também a doçura da aurora, o calor do sol e a beleza das flores por colher.

É minha amiga, já dividimos alegrias tristezas e muita sopa. Deu-me mais que eu a ela mas sabe que pode sempre contar comigo.

É uma pérola do meu tesouro, guardada numa caixinha a que chamo coração.

publicado por Subjectividades às 10:45

Ela...

17.10.07

A rapariguinha que há em mim

Não crê na fada dos dentes

Mas pede desejos às estrelas cadentes

Não tem medo do papão ou de gigantes

E ainda ri como dantes

Sabe que não há pai natal ou bruxa feia

Mas faz castelos na areia

Não usa bibe nem soluça pela mãe

Ainda acredita no bem

Já não adormece ao som de Era uma vez

mas guarda a fantasia

das histórias que ouviu um dia

Não brinca no escorrega nem no carrossel

Não é traquinas mas vive como se fosse

Gosta de algodão doce

Não dá a mão para entrar na roda

Não joga à apanhada ou ao pião

Mas tem o mesmo coração

Não usa tranças mas guarda lembranças

Cresceu...

Já descobriu quase tudo

Mas, de vez em quando

Ainda tem medo do escuro!

A rapariguinha que há em mim...

publicado por Subjectividades às 09:40

Desmentido!

12.10.07

Devido ao facto de ter sido mal entendida por alguns nacionalistas ligados à música, sinto-me na obrigação de deixar aqui o meu desmentido.

Sendo nós "Heróis do Mar" com estirpes nobres como os "Afonsinhos do Condado", os "Delfins" os "Da Vinci ", com tanta gente valente como a "Sétima Legião", os "Clã ", os " Resistência", abençoados pelos "Madredeus" pelos " Santos e Pecadores", pelos " Ritual Tejo", não estamos de maneira nenhuma "Sitiados", somos bem representados pelos "Trovante ", conhecidos na "Rádio Macau" dados a conhecer pelo " Reporter Estrábico" temos do nosso lado diversas forças como " A lua Extravagante" a "Bizarra Locomotiva" " A Fúria do Açúcar " o" Mercado Negro" e os "GNR".

É certo que temos  tendência a fazer de tudo um "Bicho de Sete Cabeças" tendência  para a Alcoolémia ", para a "Balbúrdia", somos uns "Cabeças no Ar", gostamos de "Cebola Mol ", de "Toranja", vamos de "Táxi" para a "Quinta do Bill " ver os "Três Tristes Tigres", temos Paranóia " com a " Peste&Sida" com os "Ornatos Violeta" mas também temos "ADN" e "Vozes da Rádio".

"Entre Aspas" temos músicos e músicas com muito valor e eu nunca arriscaria a falar mal do que é nosso sob pena de ser corrida a "Xutos e Pontapés"

Também não somos terceiro mundistas até porque já temos "Banda Larga" 

Espero ter-me feito entender!! Fiquem bem e vão para fora cá dentro. 

publicado por Subjectividades às 15:15

Que chatice!!!

11.10.07

Eu sei, eu sei , o Quim Barreiros falou-lhe na garagem da vizinha e agora a Mónica Sintra disse-lhe que afinal havia outra.

Deixe lá, não vale a pena pôr-se a gritar pela mãe querida do Tony Carreira até porque ela vai cantar-lhe aquela do ai destino, ai destino.

A Ágata vem ai para falar consigo de mulher par mulher e vai dizer-lhe que valia mais ser mãe solteira. A Ruth Marlene para a animar diz-lhe que você é uma coisinha sexy mas que ficou a chuchar no dedo, o José Malhoa ali ao lado quer ser simpático e oferece-lhe vinte e quatro rosas mas diz-lhe que se ele pecou, vai ter de rezar. O Toy comenta por sua vez que ele devia é estar estupidamente apaixonado e o Emanuel diz que quando é assim nós pimba.

Chega depois a Romana e diz que você já não é bebé e a Claudisabel acha que você precisa é de um herói. Bem olhe já chega!!

Quer um conselho, deixe-se de pimbalhadas e mude de estação, quem sabe a RFM ?

Sempre passam quase só música estrangeira e pelo menos a letra você não percebe. 

Ah é claro e não se esqueça que " o Bacalhau quer alho...."

publicado por Subjectividades às 00:30

Relax...is easy

10.10.07

Não, não é a música do Mika . É nacional que é bom mas também não é massa, isso fica para uma outra vez!

É música claro, vá lá chute os sapatos para longe, desaperte os jeans , jogue-se no sofá e deixe-se ir.

Vamos começar com o encosta-te a mim do Jorge Palma, depois o Abrunhosa vai levar-lhe os seus fantasmas, agora respire fundo e viaje...

Pode ser para as dunas dos GNR, para Porto Covo do Rui Veloso, para os jardins proibidos do Gonzo ou até para lá do horizonte com o Bilac .

Feche os olhos e imagine o azul do céu dos Delfins, dê um mergulho no mar com os Xutos ou pinte os lábios de vermelho e vá num passeio com os Rio Grande.

Sinta as cores do sol dos Madredeus, lance o anzol dos Rádio Macau, solte o beijo com a Ala dos Namorados, arrepie-se com a alma lusitana da Dulce Pontes e procure as chaves do sonho com o Luís Represas. Os Gift dizem-lhe que é fácil de entender e o Pedro Khima diz que você quer mais!

Mas por agora chega, você já relaxou, levante-se dai, calce os sapatos, aperte os jeans e saia a assobiar com o David Fonseca.

Gostou?

Tá a vêr O que é nacional é Bom

publicado por Subjectividades às 12:45

Parabéns Futura Mamã

09.10.07

Sabes, tás linda!

Nesse teu jeito meigo e calado, irradias alegria.

Do teu olhar desapareceu a tristeza, está luminoso, vê-se nele a magia de quem encerra um segredo. O teu corpo também fala.

Toda tu és doçura, serenidade, tens a beleza pura de quem sabe que está a gerar vida.

Vê-se a felicidade no teu sorriso,  vê-se amor nos teus gestos, vê-se o orgulho de ser mulher.

O teu amor vai dar frutos. O mau tempo já passou. Ainda vai demorar um bocado, mas eu sei que esse bebé tão desejado é já muito amado.

Parabéns Mamã, tás linda!

publicado por Subjectividades às 21:00

MUROS...

01.10.07

De tanto se banalizarem as palavras elas perdem a força e o sentido. Palavras como amor, amo-te, acredita, juro e por ai fora, são tão banais que já ninguém as leva a sério.

Ensinam-nos desde muito cedo a desconfiar, não falar com estranhos, não aceitar guloseimas, etc , logo não confiar torna-se uma arma de defesa que nos protege do mundo inquietante e complexo em que vivemos.

Depois há também alturas na nossa vida, em que por medo, por raiva ou mágoa ou até por uma questão de sobrevivência, deixamos de acreditar, de confiar.

Então, entaipamos o nosso coração com muros!

Muros do tamanho da nossa dor. Desconfiamos de tudo e de todos e fechamos o nosso jardim aos olhares alheios.

Tapado ninguém o vê, ninguém o agride, ninguém lá chega.

Escondemos o nosso e deixamos de acreditar em jardins até porque jardins têm cor, perfume. Os muros não, são fortes sólidos impenetráveis.

Esquecemos é que, por baixo do nosso jardim as raízes avançam, vão minando fundações, desbravando o impenetrável.

 Devagar devagarinho a cor vai entrando, o perfume vai-se espalhando, vamos tirando uma pedra, depois outra até que o muro acaba por ruir.

E ali estamos nós, nus, cheios de coragem a expor o nosso jardim sem medos.

Só que tal como nós, a raiz que avançou e foi invadindo o nosso jardim também foi ensinada a desconfiar, a defender-se. Ao olhar para o nosso jardim, não acredita!

Ou porque é perfeito de mais ou porque é de tal maneira complicado e complexo que parece tudo menos um jardim.

Aí, restam duas opções , ou passamos o resto da vida a reconstruir muros, ou vamos um pouco mais longe e fazemos depender de nós a realidade que nos rodeia.

Se de facto a vida nem sempre é aquilo que a gente deseja, pode sempre ser como a gente quer. Entre jardins e muros, a escolha é só nossa.

Entre o vazio da razão e o risco do amor eu escolhi mostrar o meu jardim.

Entre sofrer ou não sentir eu escolhi viver e VOCÊ?

publicado por Subjectividades às 20:30

mais sobre mim

pesquisar

 

Outubro 2007

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
19
21
26
28
31

comentários recentes

  • Faz 1 mês que o meu Querido E Adorado Pestinha poi...
  • Obrigada pelo comentário :)Temos de ser nós a muda...
  • que posso dizer depois esta festa a desfilar no Sa...
  • Ainda bem k eu tenho uma amiga de verdade!!!!!te a...
  • Obrigada :')Adorei este post! Deixa-me a reflectir...
  • Acho que a música ainda tem muitos segredos por de...
  • Olá Paulo!Não quis de modo nenhum misturar música ...
  • Olá!É um ponto de vista a explorar esse de que alg...
  • Isabel, se considerar que a música é vibração tal ...
  • O assunto e conceito de amizade é muito extenso e ...

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

mais comentados