Ética Comportamento e relações pessoais

05.03.09

 

Já aqui vos falei da minha paixão por psicologia!
Pois bem aqui e agora, ao som do marulhar das ondas, vou contar-vos uma história.
Há uns tempos atrás aceitei fazer parte integrante de um estudo sobre psicologia comportamental.
O meu papel no desenvolvimento da referida tese teve um enfoque particular nas relações online, de modo a conseguir identificar as diferenças entre os “eus reais e virtuais”.
A análise comportamental tem várias afinidades epistemológicas conceptuais e metodológicas sendo que o resultado deste estudo se centrou também na imagem que todos temos de nós mesmos -  Auto imagem e ego.
Bem meus amigos, tudo aquilo que aprendi e que vivi ao longo desta experiência vai muito além de tudo o que possam imaginar!
Mas não consegui conclui-la!
Durante todo este processo tive acompanhamento profissional e personalizado e os mentores deste projecto estiveram sempre na condução da intervenção ou seja, sempre em cima do acontecimento.
Mas, assim que  este estudo passou a contar também com a interacção não verbal, começaram as minhas dúvidas acerca da ética, do meu próprio comportamento e dos meus limites.
Enquanto nós próprios nos servimos de pessoas, ideias, de coisas, o problema por vezes passa por ser mais interior e psicológico do que exterior e objectivo.
O comportamento online é sem dúvida muito mais livre que o comportamento real e o poder da palavra pode efectivamente sobrepor-se a qualquer variável dependente ou independente.
Eu já não conseguia ser objectiva na continuação de todo este processo.
Entendi que importa sem dúvida que as coisas sejam vistas como são, para nos vermos exactamente como somos! Mas afora isso qual é a natureza do saber?
Queria agradecer contudo ao Dr. Domingos Silva, á Dr.ª Joana Inácio bem como à minha filha mais velha por toda a força e apoio moral, ao meu filhote pelos conhecimentos informáticos, ao Sr.João Nuno Duarte Soares, parte importante e fundamental deste projecto, e a todos vocês que sem saberem, colaboraram e me provaram que salvo raras excepções o comportamento virtual reflecte sem dúvida o real em pessoas sãs, sem comportamentos desviantes.
Sou a mesma Isabel, hoje talvez um pouco mais sábia mas, sempre sempre a vossa
Coisasdocoração.
publicado por Subjectividades às 15:22

A condição do sujeito.....

03.03.09

Imaginemos uma paisagem: a linha do horizonte atravessa-a, paralela ao chão e define, através dessa condição paralela, a nossa verticalidade.Uma paisagem é um campo que se define a partir de um ponto de vista, porque a paisagem não existe senão no ponto de vista de um observador, esse mesmo que reconhece na linha do horizonte, o limite da possibilidade da visão ou, o que é o mesmo, a impossibilidade de ver para lá de um certo ponto.

A LINHA DO HORIZONTE É UMA PODEROSA METÁFORA SOBRE A CONDIÇÃO SUBJECTIVA DO CONHECIMENTO, NA MEDIDA EM QUE O HORIZONTE SE DEFINE A PARTIR DE UM PONTO DE OBSERVAÇÃO, ISTO É , DO SUJEITO QUE OLHA - E QUE PORTANTO NÃO PODE CONHECER SENÃO O QUE ESTÁ AO SEU ALCANCE.

A paisagem é, neste sentido uma determinada organização do campo visual a partir de um ponto de vista-é uma hierarquia do visual, organizada em perto e longe, cima e baixo.

A única métrica que define a nossa verticalidade é pois o nosso aparelho  de enquadramento do mundo.

- Texto retirado de uma revista.

Aqui olhando o verde profundo do mar reflicto no que acabei de ler!

A condição do sujeito....e tenho dúvidas, e recordo o que sei acerca de ética, e debato-me com uma série de questões....

É confuso eu sei, mas um dia destes eu explico.

publicado por Subjectividades às 23:11

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
16
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
31

comentários recentes

  • Faz 1 mês que o meu Querido E Adorado Pestinha poi...
  • Obrigada pelo comentário :)Temos de ser nós a muda...
  • que posso dizer depois esta festa a desfilar no Sa...
  • Ainda bem k eu tenho uma amiga de verdade!!!!!te a...
  • Obrigada :')Adorei este post! Deixa-me a reflectir...
  • Acho que a música ainda tem muitos segredos por de...
  • Olá Paulo!Não quis de modo nenhum misturar música ...
  • Olá!É um ponto de vista a explorar esse de que alg...
  • Isabel, se considerar que a música é vibração tal ...
  • O assunto e conceito de amizade é muito extenso e ...

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

mais comentados